Publicado por: Igor Santos | 10/05/2010

Evite poeira


Pura verdade: se houver alguma construção no seu bairro, sua casa vai ter poeira.
Principalmente porque não se constróem mais casas, apenas edifícios, e poeira segue a Lei do Quadrado da Distância, implicando que um prédio de três andares vai espalhar poeira por cem metros, enquanto um de seis tem alcance de quatrocentos metros (ou algo assim).

Isso somado ao fato de que poeira é composta primariamente de pele morta descamada (dado totalmente controverso, mas o blogue científico é outro) a torna um ser onipresente (na minha casa eu já encontrei poeira dentro de uma charuteira fechada que estava em um armário com porta numa sala que raramente é aberta) e seu lar vai sempre estar cheio dela (outra daquelas Leis Fundamentais).

Mas há como disfarçar e evitar a fadiga (o velho método Varrer Para Debaixo do Tapete).

Cubra todos os móveis com lençóis e toalhas velhos, só descobrindo-os se for receber visitas. Assim você não precisa ficar limpando poeira do sofá de quando em quando e sua casa parecerá sempre limpa e arrumada os olhos dos visitantes (desde que você tire os panos com antecedência).

O nome "espalhador" seria mais apropriado

O nome “espalhador” seria mais apropriado

Se você realmente tiver que limpar a casa (visita da mãe, por exemplo), use um pano de chão levemente úmido [1], porque vassoura espalha poeira para cima, espanador, para os lados e aspirador de pó, pelos seus pulmões.
Por favor, use um pano que não feda. Nem precisa ser limpo, basta não estar podre.
Pingar algumas gotas de desinfetante diretamente no chão antes da limpeza irá deixar sua sala com um cheirinho de limpeza por horas (mentira, o cheiro desses produtos dura no máximo vinte minutos, com todas as janelas fechadas e nenhuma outra fonte odorífera por perto).

Nos móveis, use uma flanela (compre uma no sinal de trânsito, onde custa dois reais, e não no supermercado, onde custa cinco e é 50% menor) e, se estiver se sentindo dona-de-casa, um óleozinho de peroba cai bem em madeira não-envernizada (o verniz impede a absorção do óleo, deixando você com uma mesa melada e possibilitando a criação da tão temida camada de lama de poeiróleo).

Mas, novamente, é sempre bom ter em mente o velho adágio “é melhor cobrir que limpar”.


[1] O termo “levemente úmido” se refere a um estado físico em que o tecido não pinga quando levantado mas também não pega fogo com facilidade.

Anúncios

Responses

  1. Olha eu achei muito legal essas dicas, obrigado. Eu já estava ficando em pânico aqui em casa (experiencia é sempre bom)

  2. Hahahaahhaa eu estava procurando como tirar poeira dos móveis de modo que eu não morra depois (sou alergica a poeira) e vi essa postagem… vcs homens são impressionantes! Antes de terminar o primeiro parágrafo, parei e fui ver que essa postagem é masculina, só podia. Ô mô deus, quanta preguiça! XD

    • Não é todo mundo que considera preguiça utilizar planejamento e eficiência nos trabalhos. Alguns até diriam o contrário, que preguiça é deixar o serviço acumular por falta de organização.

      • Se vc considera planejamento e eficiência o ato de vc cobrir algo que deveria estar exposto não só para visitas, como para vc, só para que não tenha o trabalho de limpar, espero que não ache ruim se ver sua (futura, sei la) mulher de pijama e descabelada todos os dias eqto estiver “só” com vc em casa. Afinal, pela sua noção de organização, a beleza eh apenas para as visitas 😉

        Brincadeiras e críticas a parte, acho muito mais válido pensar no modelo dos móveis antes de comprá-los. Se vc da preferência aos que são todos fechados (ate mesmo com vidro para decorações e tal), acumula menos poeira em diversos lugares, bastando que se passe um pano úmido num local plano. 🙂 isso sim, para mim, eh planejamento. Continuo achando a teoria de cobrir preguiçosa 😛

      • Adriana, antes de qualquer coisa, você não entendeu o propósito do blog. Nem sempre o ocupante foi a pessoa que escolheu os móveis.
        Outra, não vejo como um sofá “deveria estar exposto”, pois mesmo com lençois por cima ele ainda é um sofá, com toda a funcionalidade que um sofá apresenta.

        E minha mulher fica sim em casa só de pijama e descabelada porque eu não sou tão fútil quanto você a ponto de achar que a pessoa com quem escolhi viver precisa se adequar a um padrão artificial de beleza.
        Nem os objetos do meu lar são escolhidos pela aparência, por que eu deveria objetificar minha esposa porque uma desconhecida da Internet acha que uma mulher não pode andar dentro da própria casa do jeito que ela quer?

        Você precisa rever alguns conceitos na sua vida.

      • Negativo, caro Igor. Futil eh uma pessoa que se preocupa APENAS com aparências, o que não eh meu caso, alegro-me em dizer. Não vivo de aparência, tanto que tenho meus dias de desleixo, mas não acho saudável uma rotina baseada nisso. Ao menos pra mim, ok? Faz toda diferença cultivar a vaidade em alguns momentos do dia ou da semana. Mas nao se sinta coagido a mudar o seu olhar com sua mulher por minha conta, afinal, isso passou bem longe de ser a minha intenção! 🙂

        Quanto ao objetivo do post do blog, creio que seja meramente amenizar o trabalho rotineiro de limpeza na casa. Nao vejo como possa ter errado nisso, mas se vossa inteligência me conceder uma explicação do que julgou entender além disso, ficarei honrada em ler! 😛

    • Ah, me responda porque o pano do sofá deve ser retirado com a chegada da visita, se nada muda, ele continua sendo um sofa? Nao entendi, soou contraditório. A sua futilidade de se importar com aparências eh da porta pra fora? Hmmm…

      • O nome disso é praticidade, criatura.Nem todo mundo é desocupado q nem vc, entendeu? Mulherzinha machista e burra.

      • Falou a inteligente e sem preconceitos que acabou de me estereotipar sem sequer me conhecer 😀 kkkk só rindo com essa gentinha.

  3. Tô rindo deveras com os “tons” do texto!
    Organização, preguiça¹ e praticidade sempre ajudam menina Adriana… semmmmmmmmmmmmpre!

    ___________________________
    ¹um pouco, de leve, te estimula a procurar bons metodos pra empreender o mesmo serviço com menos esforço! :]

  4. Gente parem de usar drogas, já pensou se todo mundo usa drogas? Eu fico sem!

  5. Maravilha esse blog! Adorei as dicas 😉


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: