Publicado por: Igor Santos | 26/04/2010

Mantendo a comida limpa


Por motivos mais apropriados para um blogue de Ciências, tábuas de carne feitas de madeira são melhores que aquelas de plástico.

Às vezes bom no queijo, nunca bom na carne.

Às vezes bom no queijo, nunca bom na carne.

Mas um problema que elas apresentam é absorção de umidade. Se você lavar sua tábua e não deixá-la secar por completo (por exemplo, deixando-a sobre a mesa), ela vai permanecer molhada por tempo demais, o que pode causar o aparecimento de mofo, que não é dos melhores temperos.

Mas há uma solução simples para esse possível problema.
Já adivinhou qualé? Exatamente! Não deixe a tábua molhada por muito tempo.

Eu sei que nem sempre isso é possível por várias razões (a principal delas sendo o sintoma que aflige 100% das pessoas que moram só: a preguiça descontrolada), mas eu garanto que seus ensopados de qualquer-resto ao molho de fundo-de-despensa terão um sabor bem menos acre com uma tábua sem mofo (eu deveria dizer “com uma tábua limpa”, mas não vamos à loucura aqui, óquêi?).

Para saber o que fazer em caso de mofo, clique aqui

Publicado por: Igor Santos | 23/04/2010

Sabonete líquido


Pia do banheiro = sabonete líquido.
É mais prático, mais econômico e requer menos manutenção, pois sabões em barra tendem a derreter e calcificar a louça, criando depósitos de sujeira preta e quase impossível de limpar.

Compre no supermercado e economize

Compre no supermercado e economize

No supermercado compre um vidrinho já com o bico cuspidor de sabão (ou dispenser), que é mais caro mas é reutilizável. Quando acabar, compre um refil de um sabonete mais barato e encha o recipiente.
Geralmente o preço do primeiro está diretamente associado à resistência do mecanismo ejetor. Lembre-se da relação Qualidade vs. Tempo de Uso. Pode ser mais caro agora, mas o preço vai sendo diluído com o tempo e valerá a pena no fim do ano.

Isso aí é desperdício de dinheiro

Isso aí é desperdício de dinheiro

As saboneteiras líquidas de butique (do tipo que se compra sem nada dentro) são caras, pouco confiáveis e desnecessárias.
O meu é da Alma de Flores (vide foto) e já vai no décimo segundo refil.

Um aviso importante: evite a todo custo sabonete liquido Dove à pia. Pelo conteúdo de hidratante ele pode até ser bom para um banho, mas é péssimo para lavar o rosto pois nem a vazão de uma cachoeira consegue retirar todos os resquícios de cera que o sabão deixa e quando você abrir os olhos vai arder!

Adendo: se estiver se achando chique, coloque um desses na cozinha também. Melhor que ficar lavando as mãos com sabão de louça enquanto prepara a comida.

Publicado por: Igor Santos | 19/04/2010

Companhia para os solitários


Um dos maiores problemas de quem mora sozinho é a solidão.
É muito bom poder andar pela casa imitando um zumbi fanho sem se preocupar na vergonha decorrente de ser surpreendido andando torto, gemendo e babando, mas depois de um mês desse ‘show para ninguém’, a casa começa a parecer grande demais (metaforicamente, porque sua casa vai sempre ser fisicamente menor do que você gostaria que fosse).

Mas o que fazer para permanecer sozinho e não se sentir só?
Porque ou se mora com alguém ou se mora com ninguém, certo?

Arrume um colega que não abra a sua geladeira e roube seu último achocolatado e que não reclame ao ser acordado pelos ecos estrondantes de um sanduíche-de-rua sendo urgentemente expelido de suas entranhas no meio da madrugada.

“Mas quem seria essa pessoa? Ela existe?”, eu os escuto perguntar.

Clique aqui para ver a resposta

Publicado por: Igor Santos | 15/04/2010

Me ajudem a melhorar


Alguns já notaram e já usaram, mas a maioria ainda não, por isso vou chamar atenção agora.

Abaixo do título de cada texto há um conjunto de estrelas que servem como uma “gradação de qualidade”, como no exemplo a seguir:

exemplo de votação

Quanto mais estrelas, melhor a nota.

O mesmo se dá com cada comentário, que dispõe de um sistema de “polegares” positivos e negativos:

exemplo de votação de comentário

Polegares para cima, comentário útil. Polegares para baixo, comentário inútil.

Eu acompanho semidiariamente a votação e tentarei manusear o Dicas Caseiras de acordo com o clamor popular (não só na votação como também nos comentários), portanto, leiam, comentem e votem nos textos e comentários mais úteis.

——
Obrigado
A gerência
(eu)

Publicado por: Igor Santos | 13/04/2010

Internet grátis


Essa só vale a pena se você já tem um laptop e ainda não tem Internet.

Passe dois minutos em cada cômodo e mande seu sistema operacional rastrear sinais WiFi abertos (sem senha).
Os pontos ideias são as janelas, pois a potência do sinal diminui muito quando encontra paredes.

Tente ser discreto

Tente ser discreto

Se encontrar, por favor, tenha respeito e não comece a baixar a trilogia de Senhor dos Anéis versão estendida.
Mas, principalmente, tenha paciência. Se existe uma Internet livre e sem senha na vizinhança, já vai ter mais gente usando. É uma daquelas leis da natureza.

É interessante notar também que você pode pegar Internet do vizinho sentado numa cadeira da sala mas não em outra.
Portanto, boa caçada!

Publicado por: Igor Santos | 09/04/2010

Mantenha sua cama sempre limpa


Nem tanto os lençóis, que podem ser lavados facilmente, mas seu colchão (admitindo que você tenha um) deve ser mantido sempre o mais limpo possível (pois é bem mais difícil de ser lavado).

Você deve manter um mínimo de três lençóis de cama por perto, para criar um rodízio.
Vou nomeá-los A, B e C para facilitar a explicação.

A vai servir para forrar o colchão diretamente e deve (apenas uma sugestão, como tudo aqui) ser lavado pelo menos a cada duas semanas.
“Mas duas semanas para lavar um lençol de cama onde eu durmo todas as noites não é muito tempo?”, eu ouço você perguntando.
Não, não é. Mas aqui está o motivo: B vai ficar por cima desse primeiro cobertor e vai ser lavado toda semana, alternando com C.

Manter dois lençóis forrando sua cama o tempo todo lhe dá uma segurança extra contra “acidentes” e mantém seu colchão protegido contra fluidos de toda espécie (se é que você me entende).

E ainda lhe possibilita manter as aparências.
Digamos que numa manhã de sábado (roupas devem ser lavadas nas tardes de sábado) sua mãe apareça para lhe visitar (mães não visitam suas “crianças” que moram só, elas inspecionam) e, por causa daquele encontro que você teve noite passada e que acabou na sua casa, seu lençol não esteja saudavelmente perfeito.
Rapidamente você pode arrancar do colchão o cobertor não-necessariamente-impecável, deixando à mostra um razoavelmente não-encardido.

(Neste ponto, outra dica importante é: sempre mantenha a roupa de cama limpa no final-de-semana, caso você leve alguma visita que queria conhecer a casa, se é que você me entende.)

Agora, quanto ao rodízio propriamente dito:
A vai estar embaixo de B na primeira semana. No sábado, B vai ser lavado e C vai para cima de A.
Na segunda semana, B fica temporariamente diretamente sobre o colchão enquanto A e C estão secando após serem lavados (se estiver chovendo e você usar varal, talvez precise dormir uma noite sobre apenas um lençol).
Na terceira semana, o processo se repete.

Você pode até colocar A em cima de B, pois eu estou considerando que todos os seus lençóis são iguais e não importa quem vai sobre quem, desde que sempre existam duas camadas de pano entre você e o colchão.

O mesmo truque serve para fronhas e deve deixar seu travesseiro fresquinho por mais tempo, evitando que você tenha insônia por causa daquele cheiro de suor de cabeça.
Aliás, travesseiros devem ser estendidos e ventilados por algumas horas pelo menos uma vez a cada dois meses (dá muito pouco trabalho e vale muito a pena, acredite).

Publicado por: Igor Santos | 05/04/2010

Cópia da chave


Supondo que você saiu de casa, o último lugar onde você quer ter uma cópia da chave do seu novo lar é no chaveiro do carro dos seus pais.

Mais importante que isso, só cinco disso

Mais importante que isso, só cinco disso

É completamente entendível que eles entrem sem avisar e ainda mais compreensível que você não queira sequer cogitar a idéia disso acontecer, pois ser surpreendido cozinhando salsichas ao Molho de Restos Comestíveis enquanto se dança a macarena vestindo nada além de meias e chapéu é péssimo. Não que eu já tenha passado por isso (não sou de dançar).

Porém, perder o único meio de abrir as portas do seu ninho é também muito ruim, mas há mais de uma maneira de contornar esse problema:

1 – Não perca suas chaves
Autoexplicativo, mas nem sempre tão fácil de praticar.
Pior que perder as chaves é perder seu chaveiro favorito (o meu é uma esfera de aço, pouco maior que uma bola de pingue-pongue, pendurado numa corrente).

Para mais maneiras de entrar em casa, clique aqui

Publicado por: Igor Santos | 29/03/2010

Complementos e Suplementos


Como eu disse ontem pré-anteontem, hoje vou dizer o que mais é necessário na sua caixa de ferramentas, solitária como você (na verdade, a caixa é desnecessária no começo, desde que todos os seus utensílios fiquem agrupados num lugar comum, como numa gaveta).

Como as ferramentas, quanto mais prateados, melhor

Como as ferramentas, quanto mais prateados, melhor

Começando do começo. Não adianta muito ter um martelo e não ter pregos (a não ser que você seja do tipo violento, mas se for o caso, desculpe).
Pregos são vendidos em embalagens variadas, inclusive no peso. Existem sacos de 1kg de pregos, mas isso é muito prego e a menos que você tenha uma empresa de caixões, nunca vai usar todos.
Recomendo a compra de um saquinho menor, com uns vinte, nunca maiores que o clipe de uma tampa de caneta Bic. Só compre pregos grandes especificamente, quando precisar deles.
Nunca gaste mais de dois reais numa compra de pregos.
Serve para pequenos consertos em cadeiras, molduras, lastro de cama e qualquer coisa que seja de madeira e não seja particularmente delicada.

E clicando aqui, mais coisinhas úteis

Publicado por: Igor Santos | 26/03/2010

Ferramentas


Muito bem, você agora mora só.

O que muito provavelmente significa que é você que paga suas contas (se você ainda está na folha de pagamento de Pai & Mãe Ltda. você não mora só, apenas seu quarto não é mais tão perto da cozinha), o que implica que até agora você não sabia o real valor do dinheiro e está fazendo de tudo para economizar cada centavo possível do seu parco salário, com medo de morrer de fome/frio por falta de dinheiro.

A melhor maneira de evitar gastar muito desnecessariamente, é investir em ferramentas para consertos rápidos (a ênfase na palavra “investir” é para realçar a importância de se gastar grana em algo para se evitar gastar MAIS depois).

Mas não adianta comprar um martelo de cinco reais porque ele vai quebrar rapidamente e mais bufunfa precisará ser gasta depois na aquisição de outro implemento batedor.

Quanto melhor a qualidade, mais tempo o item irá durar e maior será a economia no fim do ano (sempre compre as coisas pensando em quanto você poderá usufruir delas num período fixo, como 365 dias).

Clique aqui para continuar lendo e conhecer as ferramentas básicas

Publicado por: Igor Santos | 26/03/2010

Abrindo os trabalhos


Pois é, aparentemente eu não me canso de criar blogue atrás de blogue, mas é que sou uma alma muito caridosa que gosta muito de ajudar os outros (!)¹ apesar de sempre reclamar que não tenho tempo para as coisas.

Segundo dados coletados por mim, quase metade dos meus leitores diários responderam às minhas pesquisas informais ultrarrápidas, e desses, aproximadamente 70% estão em vias de morar só enquanto o resto já se encontra sozinho.
Os motivos não me interessam, apenas queria testar meu público para saber onde estaria me metendo.

Aqui eu vou, como o nome do blogue indica, dar dicas caseiras para quem mora só.
Eu vivo sozinho há uns dez anos (e só precisei chamar por “mamãe” algumas vezes), três dos quais totalmente isolado em outro país, então, se durei tanto tempo, me considero uma autoridade em morar desacompanhado e pretendo compartilhar aqui as manhas de se sobreviver nessa Selva de Um Ser Só.

Sugestões de pautas serão bem recebidas, bem como correções, complementos e dicas extras.
Vamos ver no que dá.

Assinando o feed você facilita a vida de todos os envolvidos (ou, para quem prefere FeedBurner, aqui).

Mais uma vez, sejam bem-vindos!

— – — – —

¹ O símbolo “(!)” é uma convenção recentemente criada para demonstrar sarcasmo em texto, via de comunicação sem entonação.

« Newer Posts

Categorias